9 de março de 2012


Por tantas vezes fechei os olhos só para ver o seu rosto, 
e por outras tantas junto com seu rosto me vieram lágrimas.  
Saudade?
 Não sei...
Depois vem um riso leve, solto... e eu nem sei onde ele termina.
(Silvana Oliveira)

Um comentário:

  1. Que ternura de palavras que aqui encontrei, soube tão bem passar aqui hoje pelo seu cantinho. Gostei muito. Um Beijo :)

    ResponderExcluir