31 de janeiro de 2012


E desde sempre acreditei que a vida era o que deveria ser, e não facilitei.
Vivi sempre à margem, não me aprofundei, e quando percebia que estava sendo arrastada dava um jeitinho e me soltava.

(Silvana Oliveira)

30 de janeiro de 2012

Iria.... e Riia


E o riso dela   permanecia em mim,
lembro da sua mão gesticulando sem parar... contando histórias,
e a vida pra ela era tão viva que contagiava, grudava na gente o cheiro de quem gosta de viver,
gargalhada rasgada que já não se ouve, mas o cheiro e os olhos estes  se fazem presentes...
Chorei e choro por você, mas o seu riso... o seu riso me faz rir sozinha enquanto me encho de saudade.

(Silvana Oliveira)

25 de janeiro de 2012

Eu acredito...


Na fé que move montanhas,
no amor que cura tudo,
e em DEUS que nos guarda, guia e ilumina

(Silvana Oliveira)

24 de janeiro de 2012


Enquanto todo mundo espera a cura do mal, e a loucura finge que isso tudo é normal, eu finjo ter paciência...

(Lenine)

Calma...

Não tenha pressa, os instantes são preciosos e o caminho repleto de surpresas;
cuide de cada momento para que seja feliz;
abrace a vida e se esconda das tristezas;
para que o caminho percorrido traga boas lembranças; 
e que o caminho, que se abre a nossa frente, seja repleto de sorrisos,
pois sorriso é perfume pra alma; e doce pra vida da gente...

(Silvana Oliveira)
  

10 de janeiro de 2012

E que a vida seja doce...

Quero doçura ...
Quero  gargalhadas, riso rasgado, rir até não poder mais;
Quero amor...amar, amar e amar;
Doçura estonteante de sonhos esparramados pelo chão;
Quero alma leve, coração aberto, a doce certeza de que estou fazendo a coisa certa...
Quero matar meus dragões e construir meus castelos...
Quero final feliz...

(Silvana Oliveira)

4 de janeiro de 2012

Vontade...

De riso solto,
de misturar as cores,
de sacudir a vida,
mas pega a minha mão, neste balanço todo, que é pra eu não me perder...

(Silvana Oliveira)

3 de janeiro de 2012

Eu acredito...

Que se for de verdade vai acontecer...
Que o tempo só nos traz mais clareza...
E que a vida...ahhh!!! a  vida é bela e amarela!!!

(Silvana Oliveira)