28 de novembro de 2013


Já matei você mil vezes e o seu amor ainda me vem. Então me diga, quantas vidas você tem?

(Paulinho Moska)







Não me diga que eu posso chorar. Tenho um medo imaturo de nunca mais parar.

(Camila Costa)


Ps: Eu também...







25 de novembro de 2013



Eu sei. vocês sabem. Para um casal se dar bem, ambos tem que ter uma boa sintonia. Se um não quer, não cobre. Dar amor e não receber nada em troca é perca de tempo meu bem. Não adianta insistir em algo que não dá certo. Não adianta fazer a outra pessoa ficar ao seu lado por impulso. Por promessas. Não adianta carregar a pessoa nas costas. Puxar pelos braços. Insistir pra pessoa ficar. Não adianta também, dar carona com o coração. O outro tem que estar afim, com fome de amor e carinho, e por VONTADE própria, querer ir. E permanecer. Ficar. Viver ao seu lado. Então, já não corro atrás de ninguém porque simplesmente entendi que não vale a pena. Seja uma amizade ou um amor, se a pessoa é digna de você, ela nunca estará nem a frente e nem atrás, ela estará sempre do seu lado. Se você tem que correr atrás, então é porque a pessoa está fugindo de você. Sinceramente? Não vale a pena querer quem não nos quer! O mundo gira, tudo muda e saiba reconhecê-lo quando ele estiver do seu lado... RELACIONAMENTO, minha filha é uma troca... E nem adianta reclamar agora. Você sabia, que se apaixonar era começar o inferno tudo de novo. E serve não só para elevador, mas também para o amor, aquele aviso: "antes de entrar, verifique se o mesmo encontra-se neste andar."

(Via http://camilinhabrasil.blogspot.com.br)







Meu amor mora em mim
Brinca com meus sonhos.
Faz tolice de preguiça no fim de tarde
Colore as noites de domingo
Depois some
Deixando um cheiro doce
de saudade pela casa.




Quando tudo parece dar errado acontecem coisas boas que não teriam acontecido 
se tudo tivesse dado certo.

(Renato Russo)




22 de novembro de 2013


Deveria chamar-te claridade pelo modo espontâneo, franco e aberto 
com que encheste de cor meu mundo escuro.

(Vinicius de Moraes)






30 de outubro de 2013

Ele sorriu sem graça, me disse que eu era a pessoa mais doce que ele tinha conhecido e que não tinha vontade de ficar longe de mim. Eu retribuí o sorriso, mas devo confessar, me deu vontade de olhar pro céu e perguntar pra Deus o porquê dele ser tão perfeito até quando deixava escapar uma mentirinha dessa.
(Rayanne M.)




29 de outubro de 2013

Pouco se vive, e muito se vê...
Um outro pode ser a gente; mas a gente não pode ser um outro, nem convém...
(Guimarães Rosa)



21 de outubro de 2013


Que Deus ouça as preces que lhe dirijo quando amanheço revigorada e anoiteça tranquila. Quando consigo manter uma relação mais gentil com as lembranças difíceis que, às vezes, ainda me assombram. Quando posso desfrutar do contentamento mesmo sabendo que existem problemas que aguardam eu me entender com eles. Quando não peço nada além de força para prosseguir, por aceitar que, fortalecida eu posso o que quiser, em DEUS.

(Ana Jácomo)




E a receita é uma só: fazer as pazes com você mesmo, diminuir a expectativa e entender que felicidade não é ter. É SER.

(Fernanda Mello)



20 de outubro de 2013


Na verdade você nunca saiu daqui, mas ter você tão perto por alguns instantes foi a melhor coisa em muito tempo. Seu toque, seu riso e até a minha presença em você, é eu sei que ainda estou aí, só serviram para me fazer sonhar de novo, pois é eu já estava acostumada a não ter você.

E amar é isso: Medo de não fazer o ser amado feliz.

2 de outubro de 2013


Eu quis coisas que não pude obter, eu quis emoções que não pude conter. E quiseram de mim o que eu não tinha ou queria dar. Então, não há do que reclamar: sou grata pelo sido, pelo ido, pelo que vingou e pelo que não tinha que acontecer.

Sobrevivida, fôlego novo, pronta para uma nova narrativa

(Marla de Queiroz)


Existe no silêncio uma tão profunda sabedoria que, às vezes ele se transforma na mais perfeita resposta.

(Fernando Pessoa)


20 de setembro de 2013


De você não guardei lembranças, só saudade...
Por vezes tento me lembrar das conversas, dos pedidos,  
mas o que restou foram as sensações  e, de todas elas, o seu abraço é a que eu nunca esqueci...






"(...) poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?" Perguntou Alice.
"Depende bastante de para onde quer ir", respondeu o gato.
"Não importa muito para onde", disse Alice.
"Então não importa que caminho tome", disse o gato.
(...)
"Contanto que eu chegue a algum lugar", Alice acrescentou à guisa da explicação.
"Oh! Isso você certamente vai conseguir, afirmou o gato, "desde que ande bastante."





Ah, como eu queria que o vento levasse nossas asperezas, nossos ruídos, nossas palavras duras. E que nosso coração não empilhasse uma mágoa em cima da outra. E que a gente cicatrizasse rápido. E que as cicatrizes se transformem em marcas bonitas.

(Clarissa Corrêa)

18 de setembro de 2013


Dizem que antes de um rio entrar no mar, ele treme de medo. Olha para trás, para toda a jornada que percorreu, para os cumes, as montanhas, para o longo caminho sinuoso que trilhou através de florestas e povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto, que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre. Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar. Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. O rio precisa de se arriscar e entrar no oceano. E somente quando ele entrar no oceano é que o medo desaparece, porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.

(Osho)



Ps: Me adentrando ao mar...

11 de setembro de 2013



 Ah, não estar parado nem a andar,
Não estar deitado nem de pé,
Nem acordado nem a dormir,
Nem aqui nem noutro ponto qualquer,
Resolver a equação desta inquietação prolixa,
Saber onde estar para poder estar em toda parte,
Saber onde deitar-me para estar passeando por todas as ruas,
Saber onde, (...)

(Álvaro Campos; Passagem das horas.)


30 de agosto de 2013


Eu tenho acesso ao teu coração. Um aceso limitado, é verdade, só tenho uma  uma senha, justo teu coração tão cheio de senhas, e ela me leva apenas à um lugar que eu inventei pra mim, dentro de você. Caminho pela intuição, mas pode chamar de piração onde é sempre noite. Lá eu posso ver o teu céu. Está sempre encoberto, mas não de todo. Dá pra ver uma estrela. E umas nuvens que formam desenhos desconexos. Dá pra ouvir as tuas músicas e entender as tuas mágoas. Não é grande, porque eu nunca fui espaçosa, mas tem espaço o suficiente para armazenar tudo que eu acho bonito em você, e também para correr entre a brisa das tuas lembranças mais caras, de você menino, de você descobridor dos sete mares, dos ares e das cenas de amor por mim. Às vezes sinto um descompasso. Todo o teu coração bate diferente deste pedacinho que eu inventei pra mim. É doido porque é o meu sangue que corre nessas veias metafóricas, que detestam rejeição. É daí que eu vejo como é pequeno este espaço. Sinto-me invasora e me retiro. Decido não te ocupar mais, mas então, quando noites ou mesmo em fragmentos de dia que me conectam à você ocorrem, eu fecho os olhos e digo bem baixo a senha e tudo começa outra vez. Tenho esperanças. E ilusões. Penso que estou alargando meu domínio despercebido, porque sempre descubro alguma coisa nova. Tenho sonhos de que um dia desses, sem que eu saiba como nem o porquê, eu te acesso a outro pedaço de senha, e consiga entrar no seu coração, o seu mesmo, não este inventado por mim, e com a sua permissão, com a sua emoção, e mais até do que isso, com um chamado seu, eu amplie meu saber de ti.

28 de agosto de 2013



Quando era jovem, eu a mim dizia:
Como passam os dias, dia a dia,
E nada conseguido ou intentado!
Mais velho, digo, com igual enfado:
Como, dia após dia, os dias vão,
Sem nada feito e nada na intenção!
Assim,naturalmente, envelhecido,
Direi, e com igual voz e sentido:
Um dia virá em que já não
Direi mais nada.
Quem nada foi nem é não dirá nada.

(Álvaro de Campos.)

25 de agosto de 2013


O que me dói não é
O que há no coração
Mas essas coisas lindas
Que nunca existirão...
(Fernando Pessoa)

19 de agosto de 2013

(...) Foi-me tão belo 
escutar-vos,
não digais que não,
bem sei que valeu a pena,
é por isso que o achei belo.
Não foi por isso,
mas deixais que eu o diga.
De resto, a música da 
vossa voz, que escutei mais do que
vossas palavras,
deixa-me, talvez,
só por ser música,
contente.
(Fernando Pessoa)


14 de agosto de 2013


 Eu queria, de verdade, colocar dentro de um saco as três perguntas "Por quê?", "Pra quê?", e "Até quando?" e pedir para uma criança bem fofa, bem pura e bem feliz fazer aquela brincadeira de encher, encher, até estourar.
(Tati Bernardi)



 
Vivo com a sensação de abandono, de falta, de pouco, de metade. Mas nada disso é novidade. Antes dele, teve o outro, o outro que continua indo embora para sempre porque nunca foi embora pra sempre. Eu não sei deixar ninguém partir, eu não sei escolher, excluir, deletar. São as pessoas que resolvem me deixar, melhor assim, adoro não ser responsável por absolutamente nada, odeio o peso que uma despedida eterna causa em mim. Nada é eterno, não quero brincar de DEUS.

(Tati Bernardi)


8 de agosto de 2013

Eu te peço perdão por amar de repente, embora o meu amor seja uma velha canção nos teus ouvidos. 
Das horas que passei à sombra dos teus gestos, bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos. 
Das noites que vivi acalentando pela graça indizível dos teus passos eternamente fugindo. 
Trago a doçura dos que aceitam melancolicamente.
(Vinicius de Morais)




Pois é...
Não foi desejo, nem vontade, nem curiosidade, nem nada disso. Foi um choque elétrico meio que de surpresa, desses que te deixa com o corpo arrepiado, coração batendo acelerado e cabelo em pé. Foi sentimento. Não foi planejado, nem premeditado. Foi só um querer estar perto e cuidar, tomar todas as dores e lágrimas como se fossem suas. A vontade e o desejo vieram depois, nem depois. Não foi um lance de corpo, foi um lance de alma. Não foram os olhos, nem os sosrrisos, nem o jeito de andar ou de se vestir, foram as palavras. Uma saudade e uma urgência daquilo que nunca se teve, mas era como se já tivesse tido antes. Foi Amor. É AMOR.

(Tati Bernardi)

30 de julho de 2013


Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar.
Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?
(Fernando Pessoa)
Só peço a você um favor
Se puder
Não me esqueça num canto qualquer.
(Chico Buarque)



25 de julho de 2013

É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais
Teu cheiro me dá prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz.

(Dominguinhos)



23 de julho de 2013


...madrugada de um sábado qualquer
e seu sorriso me brindou
amanheci num domingo diferente
desses que a gente sonha
e acontece de repente
uma sede de saber tudo que te pertence
devolver tua fascinação das minhas palavras
a intimidade era nosso primeiro olhar
precisamos ir muito mais fundo
até você se achar em mim
até eu me permitir em você
uma semana para atravessar...

(Cáh Morandi)



Um Amor para recordar







19 de julho de 2013


E o que estava longe está aqui: dentro e tão perto, de um jeito tão certo que só cabe mesmo em mim.
(Nando reis)

17 de julho de 2013

Mas fica, meu amor...
Quem sabe um dia
Por descuido ou poesia
Você goste de ficar...

(Chico Buarque)



Se você não se atrasar demais, posso te esperar por toda a minha vida.
(Oscar Wilde)


Há pensamentos que são orações.
há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos.
(Victor Hugo)


Eu quero eternizar o seu sorriso lindo, mas eu nunca falei dele pra você. 
Nem falei do seu cheirinho bom, que é cheiro de uma nova vida que eu estava precisando tanto... 
E você nem sonha que eu sou meio ciumenta, bem chata e acredito no amor da minha vida.
 Acredito no amor pra sempre. Acredito em alma gêmea.

(Tati Bernardi)

Liberdade de voar num horizonte qualquer, liberdade de pousar onde o coração quiser.
(Cecília Meireles)


Eu desço dessa solidão, espalho coisas sobre um chão de giz. Há meros devaneios tolos, a me torturar.

(Zé Ramalho)




E o que não for bom, que seja ao menos, breve.
(Pauli Aragon)



Passado, presente e futuro devem coexistir harmonicamente na mente humana. 
Quando um deles é priorizado e os demais são totalmente esquecidos, surge alguma espécie de desequilíbrio, ou, no mínimo, a hipótese de que algo não está correto, não está bem. 
Viva cada dia de uma vez. Não deixe de viver bem o hoje, em prol de um futuro que pode nem chegar.
 Se está infeliz no presente, busque motivos para se contentar com o que tem nele.
Não VIVA sonhando com o que terá num tempo incerto que ainda nem chegou e, quiça, nem chegará.
(Machado de Assis)


Não há dor que dure para sempre. Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos.

(Chico Buarque)

15 de julho de 2013

11 de julho de 2013

E o que é que eu posso contra o encanto,
Desse amor que eu nego tanto
Evito tanto e que, no entanto,
Volta sempre a enfeitiçar.
(Chico Buarque)
Na maioria da noites, durmo preocupada com você. Me perguntando como você está por aí. A lua está cheia, o que me fez pensar em você. Pois sei que não importa o que estou fazendo, e onde estou, esta lua será sempre do mesmo tamanho da sua do outro lado do mundo.

Querido John

10 de julho de 2013



Quanto a mim tenho que lhes dizer

que as estrelas
são os olhos de Deus
vigiando para que tudo corra bem.
Para sempre.
E, como se sabe,
para sempre não acaba nunca.



(Clarice Lispector)

9 de julho de 2013

Se cada dia cai, dentro danoite, há um poço onde a claridade está presa.
Há que sentar-se na beira do poço da sombra e pescar a luz caída com paciência.
(Pablo Neruda)

Diz a lenda
que ela trocou suas certezas 
por alguns sonhos mágicos!
(Cícero)