30 de abril de 2013

"Todos os amores deveriam ser possíveis. Pessoas não deveriam chegar, nem antes, nem depois. Tudo deveria ser exatidão, pontualidade vital para que o amor aconteça. A terra deveria girar com esse único propósito: o encontro das almas. O resto seria resto e tudo seria para sempre. Brilhar para sempre, brilhar como um faról. Brilhar com brilho eterno."
(Maiakovski)

Nenhum comentário:

Postar um comentário