15 de junho de 2013

Ele dorme dentro da minha alma
e às vezes acorda de noite
E brinca com meus sonhos,
Vira uns de pernas para o ar,
Põe uns em cima dos outros
E bate as palmas sozinho
Sorrindo para o meu sono.
(Fernando Pessoa)


E aquela vez foi como nunca e sempre:
vamos ali onde não espera nada
e achamos tudo o que está esperando.

(Pablo Neruda)

13 de junho de 2013


"Quando falo dessas pequenas felicidades certas,
que estão diante de cada janela,
uns dizem que essas coisas não existem,
outros que só existem diante das minhas janelas,
e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar,
para poder vê-las assim."
(Cecília Meireles)

(...)
Foi-me tão belo
escutar-vos,
não digais que não,
bem sei que valeu a pena,
é por isso que o achei belo.
Não foi por isso,
mas deixais que eu o diga.
De resto, a música da
vossa voz,
que escutei mais do que
vossas palavras,
deixa-me, talvez,
só por ser música,
contente.


(Fernando Pessoa)

Nem sempre sou igual no que digo e escrevo.
Mudo, mas não mudo muito.
A cor das flores não é a mesma ao sol
De que quando uma nuvem passa
Ou quando entra a noite
E as flores são cor da sombra.

Mas quem olha bem vê que são as mesmas flores.
Por isso quando pareço não concordar comigo,

Reparem bem para mim:
Se estava virado para a direita,
Voltei-me agora para a esquerda,
Mas sou sempre eu, assente sobre os mesmos pés -
O mesmo sempre, graças ao céu e à terra
E aos meus olhos e ouvidos atentos
E à minha clara simplicidade de alma …

(Alberto Caeiro)

_ vara o dia varrendo a noite.
cata um sonho_sonha um vento.
algo que fique_ por pouco_ por muito pouco.
um cisco que seja_algo que signifique
_


(Alice Ruiz)