10 de julho de 2014

À vida nunca pedi senão que passasse por mim sem que eu a sentisse. Do amor apenas exigi que nunca deixasse de ser um sonho longínquo. (...)

A minha mania de criar um mundo falso acompanha-me ainda, e só na minha morte me abandonará. (...)

Ah, não há saudades mais dolorosas do que as das coisas que nunca foram!"

_Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário