2 de julho de 2014



Meu nome é paciência. Meu verbo é esperar. O que eu aprendi é que não há desejo sem espera e que aguardar é um dos verbos da Esperança. Não perco nada na espera. Antes, ganho. Ganho o desejo. Ganho o prelúdio. Ganho o significado do tempo. Esperar demora. E ensina. E adestra a ansiedade. Eu espero tudo que consigo imaginar. E espero também que nada se realize. É o comando da calma. A gente vai ficando calminha, calminha, até que espera vira um capítulo. De capítulo em capítulo, forma-se uma história que só termina no ponto final.

(Be Lins)



Nenhum comentário:

Postar um comentário