2 de outubro de 2013


Eu quis coisas que não pude obter, eu quis emoções que não pude conter. E quiseram de mim o que eu não tinha ou queria dar. Então, não há do que reclamar: sou grata pelo sido, pelo ido, pelo que vingou e pelo que não tinha que acontecer.

Sobrevivida, fôlego novo, pronta para uma nova narrativa

(Marla de Queiroz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário