22 de maio de 2013

Florescer costurando em cores, alçados por alegrias que caem do céu, quando menos esperadas, anunciando que depois de outonos, a vida sempre nos reserva primaveras...
(Pablo Neruda)

2 comentários:

  1. É sempre uma energia enorme passar por cá e sentir esta tua forma de sentir, de querer, de viver.

    Um Beijinho :)

    ResponderExcluir
  2. Vejo que gosta de coisas bonitas!...

    Pablo Neruda disse:

    "Não vivi, talvez, em mim mesmo; vivi,talvez, a vida dos outros.

    Linda o que escolheu!

    Maria Luísa

    ResponderExcluir