14 de julho de 2015


[...] Às vezes parecia alegre, mas seus olhos eram tristes, de entenderem a miséria desse mundo.” 

_Lya Luft

3 comentários:

  1. Quando se tem amor pela vida, mesmo que sorrindo, os olhos se entristessem ao ver o mal do mundo. Afinal, isso que nos torna mais humanos.
    Terno abraço!

    ResponderExcluir
  2. As dores do mundo nos atormentam, mas todos os dias rezamos por uma humanidade melhor, por pessoas de verdade!! Abraços...

    ResponderExcluir
  3. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, pois por uma acção do google meu perfil sumiu e estava a seguir o seu blog sem foto e agora tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço e muita paz e saúde.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir